Cabelo e alimentação

Um cabelo saudável e bonito é reflexo da saúde como um todo, e depende, especialmente, da qualidade da alimentação, uma vez que os fios são formados de nutrientes como proteínas, vitaminas e minerais. Sendo assim, a quebra, queda dos cabelos e perda de brilho podem estar relacionados com uma alimentação desequilibrada de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo.

A proteína é necessária para o crescimento e fortalecimento dos fios. É encontrada em boa quantidade em carnes em geral, ovo, leguminosas (feijões, lentilha, grão de bico), quinua, tofu, sementes, leite e derivados. Os carotenóides contribuem para o brilho e maciez. Algumas fontes são as frutas e legumes alaranjados como manga, laranja, damasco, cenoura, abóbora e os vegetais verde-escuros como brócolis e couve. As vitaminas do complexo B, que evitam a queda e o zinco, que estimula o crescimento do cabelo e ajuda a reduzir a oleosidade, são encontrados nos cereais integrais (arroz, gérmen de trigo, aveia), alimentos de origem animal (carnes, ovo, peixe), levedo de cerveja, leguminosas, semente de girassol, castanhas e nozes.  O ferro, necessário para o crescimento saudável, é encontrado nas carnes, feijões, ovo e cereais integrais. A biotina também é uma vitamina essencial para a saúde do cabelo, sendo encontrada em ovo, semente de girassol, nozes e frutas como morango, amora e framboesa. O silício que auxilia no crescimento dos fios são encontrados na aveia, pepino e cenoura. O ômega 3, gordura boa, auxilia no brilho do cabelo. Pode ser encontrado nos peixes, óleo de linhaça, chia e abacate.

A ingestão de água também é fundamental para levar os nutrientes até o bulbo capilar e manter a saúde do intestino, auxiliando na absorção de nutrientes. O vinagre de maçã também deve ser incorporado no dia a dia, pois possui ação contra a queda de cabelos.

Alguns outros hábitos auxiliam na saúde do cabelo. Procure não pular as refeições e evite grandes restrições.  Entre os maiores vilões do cabelo saudável estão o açúcar, o carboidrato refinado (massa e pão branco) e o álcool. O excesso de chá e café, principalmente próximo das refeições também pode ser prejudicial.


Em alguns casos, uma suplementação pode ser necessária. O nutricionista é o profissional capacitado para identificar as necessidades de cada indivíduo, e indicar os alimentos e suplementos que irão promover o equilíbrio e, consequentemente, auxiliar na saúde capilar. Outras causas da queda de cabelo, como o estresse, alteração hormonal e o excesso de cigarro, podem ser atenuadas ou eliminadas com o acompanhamento nutricional.

Você vai gostar de ler também: